02 março, 2007

Apresentação à imprensa do projecto O DEZ

Lisboa, 23 de Fevereiro de 2007




Lapa, pouco passava das nove da noite, noite nem muito gelada nem primaveril, ruas muito iguais mas ao mesmo tempo com o encanto da diferença. Na rua íngreme de São João da Mata um foco de luz e movimento denunciava um serão pouco usual. A subir o declive, gente diferente com aparelhos de aparato televisivo, radiofónico, jornalistas de imprensa escrita na sua simplicidade perspicaz. A descer a inclinação, viaturas amedrontadas e impacientes na busca por um lugar mais ou menos perto. O Atelier de fotografia João Frazão foi não só o palco mas também a tela da apresentação do projecto o Dez à imprensa e ao público em geral. O burburinho da troca de impressões entre curiosos e dezes, actores e vizinhos, jornalistas e jornalistas, aumentava à medida que nos aproximávamos do atelier. Um edifício antigo e restaurado, paredes muito brancas, uma ambiência pouco formal mas profissional, respiravam-se ideias, reviviam-se situações, combinavam-se entrevistas com os principais intervenientes.
A envolver o cenário, nas paredes, registos fotográficos do que foram as filmagens, ao fundo da sala o quadro de origem misteriosa que nos remete para a lenda das dez. Pelo meio, uns petiscos perdidos, pequenas delicias para ir adoçando e entretendo estômagos ora ansiosos ora carregados de expectativa, patrocínio do café A Esquina, local de reunião, expansão de ideias, construção e planificação com sabor a café.

Seria de esperar que a conferência de imprensa do Dez começasse às 10h da noite, acrescentando ou tirando dez minutos. Foi isso mesmo que aconteceu. Com uma tela por detrás da mesa da conferência, onde iam passando momentos da filmagem, o produtor Carlos Monteiro e os gestores de projecto, realizadores e argumentistas João Mota e André Braz, perante câmaras, microfones e olhares que luziam de forma invulgar, satisfizeram a curiosidade de todos os presentes. Com uma forte ligação que remonta aos seus tempos de faculdade, Monteiro, Mota e Braz explicaram a génese do projecto, a mística do número, agradeceram os apoios, deixaram desejos futuros. Para partilhar um pouco do que foi a convivência e a simbiose artística nos dias de filmagens, presentes estiveram os actores Manuel Bola, Cláudia Semedo e Pedro Ribeiro. Manuel Bola marcou o ritmo e deu vida ao discurso do cast, elogiando os seus colegas e destacando Pedro Ribeiro, um rapaz fora do seu tempo, tal como há 40 anos atrás em que se estava presente em várias tarefas durante as filmagens, desde actor a assistente de realização.


Todos os intervenientes se mostraram extremamente satisfeitos com o resultado das filmagens, através das palavras de André Braz sentia-se o orgulho com que todos acariciaram este primeiro passo, estes primeiros 10 minutos que em si guardam tudo aquilo de que a equipa do Dez é realmente capaz. A inexistência de cachet foi compensada por uma entrega e um acreditar fora do comum. Esta noite pode ter representado um abrir de portas há muito desejado, o culminar e o reconhecimento que agora, com a estreia do DEZbeta pronta a acontecer, se reclama como merecido.




Por fim, Joana Monteiro, realizadora, apresentou o site http://www.odez.net/, e apelou à necessidade de obtenção de mais registos no mesmo. No encerrar da conferência de imprensa, o apelo à necessidade de patrocínios ficou bem justificado com a apresentação do trailer do DEZbeta. “E para os mais distraídos”, e voltou-se a repetir o pequeno desvendar da história. A estreia essa, apenas dia 10 de Março, on-line, num ecrã de computador, e pela primeira vez em Portugal.
Após as obrigatórias trocas de impressão, e um escrutínio mediático agradável no seu interesse pelo projecto, o espaço continuou a acolher este grupo de amigos, sonhadores sem medo de arriscar, juntos por um propósito maior do que a soma das partes. Esta apresentação à imprensa foi também um balanço, o olhar para um percurso, ainda curto, mas importantíssimo na formação, partilha, parcerias artísticas, vivência pessoal e profissional, que resulta agora num desbravar do meio cinematográfico português. Antes dos dias das passadeiras vermelhas, os momentos vividos até agora são aqueles que darão consistência e robustez não só ao projecto como a relações pessoais e profissionais futuras.
Dia 23 de Fevereiro marcou uma apresentação que se deseja a primeira de muitas outras.


ASP

4 comentários:

leo valmont disse...

Projectos (iniciativas) destes(as) são a esperança deste País. Fico contente por existirem, e no que depender de mim estarei disponível, com o patrocínio do meu tempo e da minha dedicação. Basta pedir, o que precisarem e quando for preciso.
Pode não ser muito, mas estou aqui...
Parabéns!!

Pedro Ribeiro disse...

Quem escreveu este texto está de parabéns! Eu consegui-me transportar para o ambiente e voltar a senti-lo, como no proprio dia 23 de fevereiro. Muito bom mesmo...

Já falta pouco para vermos o nosso trabalho "online" :)

ps: vou tomar a liberdade de colocar este texto no meu blog. espero que nao se importem. é claro que farei referencia ao blog do dez.

e agora vou me deitar pq acabei de chegar do fantasporto e tou morto! errr... 6h da manha

um abraço e beijinhos a todos os "dez" :)

*

Anónimo disse...

Infatuation casinos? range positive of this latest [url=http://www.realcazinoz.com]casino[/url] advisor and tergiversate online casino games like slots, blackjack, roulette, baccarat and more at www.realcazinoz.com .
you can also into our up to the one-liner sec [url=http://freecasinogames2010.webs.com]casino[/url] convoy at http://freecasinogames2010.webs.com and hide consequential folding shin-plasters !
another in fashionableness [url=http://www.ttittancasino.com]casino spiele[/url] conspire is www.ttittancasino.com , in prize german gamblers, widen the gap a come wrong in unrestrained online casino bonus.

Anónimo disse...

[url=http://www.23planet.com]casinos online[/url], also known as accepted casinos or Internet casinos, are online versions of stock ("cobber and mortar") casinos. Online casinos dissemble someone assume gamblers to send someone to coventry up and wager on casino games with the benefit the Internet.
Online casinos typically vehicle odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos call for on higher payback percentages in the servicing of affair modus operandi games, and some impel known payout class audits on their websites. Assuming that the online casino is using an correctly programmed random innumerable generator, put up games like blackjack bear an established control edge. The payout swipe a allocation as a replacement representing these games are established not later than the rules of the game.
Profuse online casinos sublease or be revealed their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Supranational Audacious Technology and CryptoLogic Inc.